Tudo o que você precisa saber sobre como fazer uma mudança de carreira depois dos 30 anos

career-change-30s-011416-624×468
0

O desejo de fazer uma mudança de carreira aos 30 anos é extremamente … normal. Na verdade,  73 por cento das mulheres de 30 anos dizem que querem mudar de carreira (10 por cento a mais em relação a 2013), de acordo com um estudo da Universidade de Phenix de 2015 . Mas o que impede que esta mudança ocorra? Quarenta e três por cento das interessadas ​​em fazer uma mudança de carreira citaram a falta de segurança financeira como uma barreira principal e 36% disseram que se preocupavam com a falta de experiência ou formação.

Aqui está a resposta do Por Mais Mulheres para isso : Permanecer apaixonada (e feliz!) no trabalho é crucial, então essas barreiras não devem impedir você, ou qualquer outra pessoa, de uma mudança de carreira em 30. Sim, como uma mulheres de 30-e alguma coisa, deixar uma carreira estabelecida para trás é um pensamento incomodo,  mas sua carreira de sonhos vale alguns meses ou mais de desconforto, ou seja, bater de frente com o “desconhecido”. (E pense nisso assim: você sempre terá esse campo para se voltar se as coisas não caminhem como esperado).

Abaixo alguma dicas para refletir como profissional neste momento de vida:

1. Compreenda a área da qual deseja fazer parte

Quando você está planejando esta virada na vida profissional existe algo que lhe dará uma vantagem – e aumentará sua confiança – é poder falar sobre o setor como se você já trabalhasse nele.

Olhe através de anúncios de emprego, em sites especializados na sua nova indústria/mercado e estude como os gerentes de contratação descrevem essas posições. Quais palavras-chave você está vendo mais e mais? Tome nota, e certifique-se de saber o que elas significam.

Faça uso das redes sociais e siga outros profissionais da área escolhida. Você pode seguir os líderes da indústria e influenciadores nas mídias sociais para obter uma melhor abordagem nas palavras-chave da área e acompanhar as últimas notícias que estão afetando os empregadores-alvo.

Em seguida, aplique essas palavras-chave ao seu currículo e aos perfis profissionais. Você ficaria surpresa com a forma como muitas de suas habilidades podem ser traduzidas para uma nova área – você talvez precise mudar a terminologia usada para descrevê-las. Então, digamos que você trabalhou anteriormente com analise de dados do setor financeiro – agora você pode utilizar esta mesma capacidade e experiência para ser uma especialista em usar esses dados para prever as tendências no mundo do marketing. Compreender o tipo de trabalho exigido na área e compara-lo as suas habilidades já adquiridas te dará maior segurança no momento de verificar se possui os requisitos mínimos para uma determinada vaga e caso constate não tê-los que a busca pela qualificação possa ser mais precisa.

2. Faça suas conexões valerem.

Só porque você não conhece uma tonelada de pessoas neste novo campo não significa que você não pode aproveitar a rede que você já passou anos construindo. É tudo sobre como lidar com conexões de segundo e terceiro grau.

Antes de fazer uma abordagem direta, considere como você pode ajudar a outra pessoa em primeiro lugar. Como com qualquer relação de rede, o objetivo deve ser fornecer valor antes de começar a pedir favores. Se você está considerando uma mudança e quer aproveitar os conhecimentos ou recursos de um contato, comece por restabelecer o relacionamento. Nunca ligue para alguém inesperadamente e comece a pedir ajuda. Procure oportunidades para pagá-lo – isso pode ser tão simples como oferecer uma introdução a outra pessoa em sua rede ou compartilhar um recurso que você encontrou.

Considere este eercicio: faça uma lista das pessoas as quais você deseja alcançar, com uma segunda coluna sobre como você fornece algo valioso para cada pessoa simultaneamente.

3. Decida quais compromissos você está disposta a fazer.

No discurso para os Formando de 2015 da  Universidade de Stanford Steve Jobs disse: “Ser demitido da Apple foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para mim. O peso de ser bem-sucedido foi substituído pela leveza de ser um iniciante novamente. A demissão me liberou para entrar num dos períodos mais criativos da minha vida.”

Steve Jobs é sempre valido para uma citação inspiradora, mas a realidade sem citações é que está TUDO BEM se você estiver com a sensação de ser uma novata novamente. Especialmente se isso significa procurar posições menores do que a que você tem no momento, se deparando com um salário mais baixo ou tendo estando novamente em uma sala de faculdade cheia de jovens de 18 anos. Reconheça como você se sente, mas lembre-se de que você teve a coragem de corrigir o curso (como esses alunos de 18 anos também farão um dia) e seguir o caminho para o sua carreira de sonho. Lembre-se de que às vezes é necessário fazer um movimento lateral, ou mesmo um passo para baixo, para avançar no caminho certo. Aceite esse fato, e você já está em melhor forma.

Em termos de números, frieza e calculo são imprescindíveis,  reavaliar suas finanças e identificar áreas onde você pode reduzir suas despesas para tornar a transição menos perturbadora. Isso também pode significar pensar antecipadamente sobre suas necessidades de negociação para quando uma oferta for posta diante de você. Digamos que você tenha um pequeno corte salarial; você poderá pedir para trabalhar em casa um dia por semana para reduzir os custos de deslocamento no caso de startups que adotam este formato de trabalho.

Não será sempre fácil, mas fique atenta ao prêmio. Se você estiver apaixonada por essa nova direção, todo esse trabalho duro valerá a pena.

Foto: Westend61 / Getty Images

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta